TEM PESSOAS QUE AMAM AS PESSOAS ENQUANTO ELAS TEM UTILIDADE EM NOSSAS VIDAS MAS O AMOR NAO É ISTO. VOCE PODE DEIXAR DE CAMINHAR , NAO PODE FAZER MAIS A COMIDA FAVORITA PRA SUA FAMILIA. É AI QUE SOBRA O AMOR. A HORA QUE PASSA A NOSSA UTILIDADE QUE ENCONTRAMOS QUEM NOS AMA. QUANDO EU DEIXO DE SER ATRATIVO NA VIDA DAS PESSOAS PERSISTIRA O AMOR. SE VOCE PERDER OS SEU TALENTOS , ACREDITE, QUE ENQUANTO SOBRAR AQUILO QUE VOCE É, VAI SOBRAR O SEU VERDADEIRO SIGNIFICADO COMO PESSOA. O QUE VOCE FAZ É O SEU VERDADEIRO SIGNIFICADO. O QUE A GENTE FAZ É MAIOR DO QUE AS PESSOAS PENSAM DE NÓS. A FÉ
SuellyMárquêz

Google

Posts Recentes



Créditos

Blogger

Meiroca

Haloscan

Photobucket

Imageshack

Freebie
 

 

sexta-feira, julho 04, 2008

RETALHOS DE MIM!!!


no entardecer sentei alí naquele canto da sala ...

e peguei a minha caixa de costuras,

entre linhas tesouras agulhas e alfinetes,

encontro rendas, viêses e sinhaninhas ,alguns zippers, ou fecheclaires,

botoes. colchetes, fitilhos, lantejolas,vidrilhos,

alguns retalhos de tecidos de vestidos antigos,

Busquei no baú da minha mãe agulhas de crochet, e de tricots, encontrei varias receitas, e encontrei um livro da vovó,

cheio de receitas tradicionais da familia, daquelas receitas de 24 ovos, epocas de poucas economias, e não precisava usar fermentos em pó,

encontrei tambem os sentimentos...

e comecei a fazer uma composição de tudo aquilo,

apanhei umas amostras soltas de tudo que faziam,

cores variadas, e fui montando algumas coisa que me desse motivo pra viver,

Não sou boa nisso... mas sempre fui afamada por querer saber de tudo,

e nao sabia de nada,

apenas sempre me entusiamava a querer saber mais e mais,

pois um dia ainda pequenina sentei de frente á maquina de costura de minha mãe e disse que iria costurar,

toquei nos pedais levemente e

costurei a as pontas dos dedos, quantos ais....
Mas alí naquele meu momento tentei alinhavar...

lembrei me de uma obasan(vô japonesa, ) que me dizia

que as colchas de dormir deviamos nós ás mães alinhavar com pontos de carinho pra agasalhar nossos filhos e netos,
Fui juntando meus sorrisos com algumas lágrimas...
Usei linhas coloridas pra dar um toque especial ao coração...
Já muito sofrido...

Na bainha, costurei as rendas das lembranças...
Tristezas estampadas e algumas memórias...
Já que elas muitas vezes...
Deixaram-me sem chão...

Tarefa difícil escolher...tantos retalhos, a serem emendados ,
Cada ponto a ser dado...
e de dedal no dedo...
com toda precisão costurei
retalhos de mim...

Meus pensamentos foram longe..

Buscaram lembranças....
Por um segundo me distrai...
E acabei furando o dedo...
Mas doeu muito menos...

do que quando os costurei na maquina da mamãe..

ou talvez menos que as lembranças daquele passado...

que ficaram dentro das caixas e dos baus que eu tive que ficar com eles,ninguem veio aqui buscar, e êles esperando que um dia eu criasse coragem

e fizesse uma colcha com o que sobrou de mim...

Consegui, e agora sei o que farei com o resto de minha vida,

vou olhar sempre prá esta minha obra prima e saber que valeu a pena, com o meu passado e entender que pude reinventar uma nova forma de viver feliz,

suelly

 

1 Comments:

Blogger NANA said...

Nossa, mas que lindo texto.
No começo me pareceu até uma música.
Lindo, lindo, lindo.
Beijinhos ;]

9 de julho de 2008 18:18  

Postar um comentário

<< Home