TEM PESSOAS QUE AMAM AS PESSOAS ENQUANTO ELAS TEM UTILIDADE EM NOSSAS VIDAS MAS O AMOR NAO É ISTO. VOCE PODE DEIXAR DE CAMINHAR , NAO PODE FAZER MAIS A COMIDA FAVORITA PRA SUA FAMILIA. É AI QUE SOBRA O AMOR. A HORA QUE PASSA A NOSSA UTILIDADE QUE ENCONTRAMOS QUEM NOS AMA. QUANDO EU DEIXO DE SER ATRATIVO NA VIDA DAS PESSOAS PERSISTIRA O AMOR. SE VOCE PERDER OS SEU TALENTOS , ACREDITE, QUE ENQUANTO SOBRAR AQUILO QUE VOCE É, VAI SOBRAR O SEU VERDADEIRO SIGNIFICADO COMO PESSOA. O QUE VOCE FAZ É O SEU VERDADEIRO SIGNIFICADO. O QUE A GENTE FAZ É MAIOR DO QUE AS PESSOAS PENSAM DE NÓS. A FÉ
SuellyMárquêz

Google

Posts Recentes



Créditos

Blogger

Meiroca

Haloscan

Photobucket

Imageshack

Freebie
 

 

quarta-feira, outubro 01, 2008

Aconteceu.
e isto quase ninguém espera
E, era primavera!

o seio esquerdo.
perdi o toque,
Ficou a sensação sentida da sua existencia apenas.

Alí continha o alimento,
Ficou um vazio sem peito,

Como ser mulher, sem o seio esquerdo?
Como ser mãe, sem a mama esquerda?
Como poder usar um espartilho sem o outro par?
Como se olhar no espelho, nua?

cobrir todos os espelhos do banheiro, andar pelas sombras?

Envolta em panos ,imaginando que assim com ares de muçulmana,

coberta da cabeça aos pés, poderá trancar se dentro de seus sentimentos,

nao tive tempo para revoltas?

e ali ,aquelo seio direito, encabulado,
Só e pendurado,
Emoldurando o luto
Do parceiro canhoto,

sentindo falta do seu par.

Mas natureza fez os mamilos aos pares,

para se desenvolverem.

nos animais,muitos mais, tetas para toda uma geração, e em nós , seus seres preferidos,

DEUS, agraciou nos apenas com dois.

São dois
Originalmente dois.

Apenas dois.
Nunca mais as mãos
Apertando a carne macia e rosada
Nunca mais!
A brincar e arrepiar
Nunca mais a dança sensual
Dos pares no banho
E entre lençóis de cetim, e o uso das lindas lingeries e liseuxs.

Fica um vazio,

decotes, nunca mais,

e pode se observar na transparencia da blusa .

parece que parte da nossa feminilidade é destruida.

Fica uma ausencia, que nos lembra a todo instante,

aquela cicatriz deixa na memoria uma ferida que nao cicatriza,

Apenas nas aparencias,sutilmente disfarçadas,

Dias e dias vazios, mas não somos como os repteis

que cortam lhes os rabos e tornam a crescer,as mamas poderiam ser de cartilagem ,

mas são glandulas,

perfeitas em sua construção. nada a fazer.

Os olhares se desviam dos decotes,

se recusam se frustam, ou se condenam a encarar a ausencia do par,

mesmo que disfarcem sabemos a verdade no olhar,

nos apunhalam,

como que nos incriminassem,

de haver destruido parte de nossa beleza, mas nem percebem que sofremos,

nao temos culpas,

apenas somos as femeas,

e se esquecem que no universo masculino,

tambem pode acontecer,

foi tudo doloroso, e continua dolorido suportar,

Dai entao começa a via crucis,

tratamentos, radio,ou quimio terapia,

umas tantas mulheres perdem seus cabelos

colocam suas burcas,

disfarçam com roupas suas fragilidades,seu emagrecimento,

driblam olhares piedosos, curiosos,

tudo um pesadelo, sem hora de terminar.

Sugestoes de reconstrução do peito esquerdo extirpado,

mas senti a dor de uma navalha na carne,

e agora estas costelas presas na pele fina que se fere com delicadeza,

deixar cortar nunca mais.

Vem a ideia de falso preenchimento,

recebi vários de presente,

algo feito de silicone, apenas pra preencher o vazio,

que nao completa nossos sentimentos...

uma forma estetica pra que a sociedade não se sinta atingida

pela falta de um membro, que perdemos,

assim como aquelas pessoas que não tem uma perna ou um braço,

somos deficientes...aos olhos dos humanos,

Uma luta diaria,

pra sobreviver a cada novo exames,

hoje sou uma mulher que calei o meu grito,

por um tempo finito,

perdi,uma das formas mais femininas que DEUS moldou,

seios arredondados,bicos esculturais,

mas nada disto vale mais....

descobri que somos mais que uma mama esquerda,

muito mais,

conseguimos transcender dos contornos esculturais do grande artista,

arquiteto do Universo ,

e

caminhamos

á espera de um novo amanhecer

suellymarquêz

30-09-2008






 

4 Comments:

Blogger  said...

Muito gratificante seu texto minha querida irmã.
Um dos mais lindos que li até agora em minha vida.
Na graça de Deus eu ainda concervo minhas mamas, em minha família o câncer de mamas não atingiu a nenhuma de nós.
Mas se por querer do bom Deus isso um dia vier a me acontecer, estará gravada em minha mente suas palavras e sei que irei conseguir passar por essa provação, pois em tudo em minha vida eu tiro lições e não entrego meus pontos. Vou caminhando sempre em frente, pois sei que olhar para atras terá pessoas que sofrem muito mais que eu.
Parabéns pelo texto e que Deus a conserve sempre assim uma Grande Guerreira.
Beijps em seu coração!
Adoro seus textos principalmente aqueles que me vem por email!
Que Deus abençoe minha linda!
Rô!

1 de outubro de 2008 18:00  
Blogger Paula Signorini said...

Li vários textos e tinha muitas idéias para o meu próprio post.
Todas as idéias se foram. E eu chorei.
Bravo!

Paula

1 de outubro de 2008 21:08  
Blogger Meiroca said...

Suelli, este teu texto, depoimento, foi de arrepiar.

Beijos

Meire

2 de outubro de 2008 02:46  
Blogger Denise BC said...

Suelly
Muito bonito e totalmente real.
Na minha família algumas mulheres já passaram por esse sofrimento, e o que fica é um grito reprimido, a perda da feminilidade, até uma certa vergonha de se colocar em público. Mas como o passar do tempo foram trocando esses sentimentos difíceis, pela compreensão que ganharam a vida, apesar de estarem mutiladas.
Que Deus abençoe a todas que por isso passaram.
Bjs, Denise

2 de outubro de 2008 10:39  

Postar um comentário

<< Home